Go to Top

Realização do Mutirão Cultural e de atividades culturais em Entre Rios de Minas e outros municípios

Em julho de 2009, voluntários e amigos da cultura de Entre Rios de Minas se articularam para realizar o “Mutirão Cultural de Entre Rios de Minas”, que aconteceu em substituição ao Festival de Inverno, cuja ocorrência não se viabilizou, naquele ano, por falta de patrocínio. Tratava-se de uma conjuntura nacional – e também internacional– bastante difícil, do ponto de vista econômico, posterior à crise financeira que abalou mundialmente o mercado. Durante o “Mutirão” cerca de 100 pessoas e entidades realizaram palestras, oficinas, apresentações musicais e teatrais, mesas-redondas, lançamento de livro, desfiles, exposições de fotos, filmes, artesanatos e elaboração de quitandas, com marcante presença da comunidade. As 32 oficinas realizadas contaram com a participação de cerca de 600 alunos. No Mutirão”, o IMHA participou ativamente como apoiador e também realizador, por meio do trabalho voluntário de seus associados, em eventos e oficinas, além de ter colaborado com recursos financeiros e sua experiência de organizador de três festivais de inverno.

 

Em outubro do mesmo ano, em parceria com a comunidade do bairro entrerriano de Santa Efigênia, o Instituto colaborou nos preparativos das comemorações da Festa da Padroeira do bairro, promovendo oficinas para confecção dos adornos e ornamentação da igreja, dos andores e das casas e ruas situadas no percurso da procissão de Santa Efigênia e São Judas Tadeu, contribuindo ainda para a realização das quermesses.

 

Registro deve ainda ser feito sobre o evento público de fundação do IMHA, presidido por Euler Andrés Ribeiro e realizado em setembro de 2005, no Centro Cultural Ministro João Ribeiro, que foi marcado por apresentação de show musical, declamação de poemas e degustação de quitandas e bebidas típicas produzidas no município, contando com a presença e o apoio de centenas de cidadãos de Entre Rios de Minas e de cidades vizinhas, além de várias autoridades locais e regionais. Em abril de 2010, após a eleição da nova diretoria do IMHA, o Instituto promoveu, na Capela de Olhos d’Água (zona rural), um recital de violão, com Pedro Gervason e, ao lado da Capela, o replantio e a benção da histórica Gameleira de Olhos D’Água, no mesmo local onde ficava uma antiga e bela gameleira, destruída por um raio durante uma tempestade.

 

Em 2012, o IMHA apoiou a realização do primeiro Festival Cultural de São Brás do Suaçuí e Jeceaba “Semeando cultura, colhendo talentos”, no período de 2 a 5 de agosto, mostrando o resultado da semente plantada há sete anos pelo Instituto, no Primeiro Festival de Inverno de Entre Rios de Minas. Espetáculos teatrais, shows musicais, palestras, exposições e 14 oficinas artísticas contaram coma participação de mais 4.000 pessoas, promovendo o intercâmbio entre artistas e a população local.